O câncer colorretal é uma doença extremamente grave, normalmente silenciosa e que pode ser fatal. Entretanto é uma doença que pode ser prevenida, principalmente através da detecção precoce de pequenos tumores e extirpação dos mesmos através de um exame de colonoscopia.

Recentemente a ACS (American Cancer Society) mudou a recomendação para o início de realização de colonoscopia em indivíduos que não tenham histórico familiar de câncer colorretal ou qualquer sintoma.

A nova recomendação é que o primeiro exame seja feito aos 45 anos, isto porque nas últimas décadas, aumentou a incidência destes tumores em adultos mais jovens. Não se sabe exatamente porque isto tem ocorrido, mas provavelmente esteja relacionado a hábitos modernos de vida: obesidade, sedentarismo, falta de fibras na dieta e excesso de carnes vermelhas.

O Instituto Nacional do Câncer no Brasil estima que, só em 2018, serão mais de 36.000 casos de câncer colorretal em nosso país.
Muitas pessoas não incluem a colonoscopia em sua rotina de exames, por vergonha ou medo de dor ou complicações. Se o primeiro exame for normal, ele poderá ser repetido em média após 10 anos.

Na atualidade, bons serviços de endoscopia oferecem um exame seguro, praticamente sem desconforto e que dura em média 20 a 30 minutos. O principal desconforto está na necessidade de uma dieta prévia e do uso de laxativos, mas nada que costume oferecer sintomas muito desagradáveis ou maiores riscos.