5 fatos para entender o Balão Gástrico

5 fatos para entender o Balão Gástrico

O Balão Intragástrico figura como um dos procedimentos mais eficazes e seguros para pessoas que se encontrem em estado de sobrepeso, ou até mesmo obesas. É todo feito mediante um procedimento endoscópico e oferece resultados muito positivos quando o paciente se adequa ao tratamento.

Para saber mais sobre essa alternativa para a redução de peso e consequentemente o restabelecimento do controle de doenças associadas, confira esses 5 fatos sobre o Balão Gástrico que preparamos para você:

1. O que é

O balão trata-se de um dispositivo feito de silicone bem flexível, introduzido via oral até dentro do estômago do paciente. Lá, ele é insuflado com um fluido misturado a um corante que irá fazer com que o balão encha e preencha boa parte da cavidade estomacal.

Dessa forma, o volume do órgão diminui, fazendo com que o paciente sinta maior saciedade ingerindo menores quantidades de alimento.

2. Como é feito

O procedimento é todo ambulatorial, ou seja, não há necessidade de incisões, cortes ou elementos que figurem numa cirurgia invasiva. O paciente é sedado e acompanhado pelo especialista endoscopista e o anestesista para garantir maior segurança e é liberado no mesmo dia de sua realização.

Além disso, o paciente precisa seguir as indicações médicas, desde nutricionistas, até profissionais de educação física e manter um acompanhamento psicológico durante todo o tratamento.

5 fatos para entender o Balão Gástrico

3. Por quanto tempo o balão fica no estômago

Atualmente temos acesso a dois tipos de balões intragástricos, um que permanece por 6 meses dentro do estômago, e outro que permanece por até um ano no órgão.

Essa estimativa pode variar conforme o quadro do paciente, bem como sua adequação às orientações da equipe multidisciplinar, de maneira a fazer com que os resultados sejam duradouros.

4. Para quem é recomendado

O tratamento de Balão Gástrico é aprovado para pacientes que apresentem IMC (Índice de Massas Corporal) acima de 27 kg/m², o que configura estado de sobrepeso. Pacientes que sofrem de obesidade avançada, também podem colocar o balão como tratamento pré-operatório da bariátrica. Ele pode ser usado também quando o paciente precisa perder peso para ser submetido a cirurgias plásticas, cardíacas, ortopédicas, ginecológicas, etc.

Para saber se você está elencado a passar pelo tratamento, é importante calcular o seu IMC e também realizar consultas regulares ao médico para entender o seu estado de saúde.

5 fatos para entender o Balão Gástrico

5. Contraindicações

A aplicação do balão é contraindicado a pessoas que tenham passado por alguma cirurgia no estômago previamente, ou possuírem algumas condições como:

Cirurgias prévias

Quadros clínicos

  • cirrose com varizes gástricas;
  • distúrbios de coagulação ou uso crônico de anticoagulantes;
  • doenças cardíacas ou pulmonares que impeçam a sedação profunda.

Importante ressaltar que todo e qualquer tratamento ou procedimento, deve passar por uma avaliação criteriosa e cuidadosa anteriormente. Ou seja, avaliar se o paciente está apto para o procedimento, bem como indicar alternativas de tratamento para controlar doenças que possam impedir a sua realização.

Você tem tido muita dificuldade de emagrecer? Entre em contato com a nossa equipe!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Dr. Daniellson Dimbarre

You must be logged in to post a comment