O Balão Gástrico dura para sempre?

O balão intragástrico é uma alternativa muito eficaz para pacientes que necessitam tratar o seu sobrepeso.

Trata-se de um dispositivo de silicone introduzido no estômago do paciente e insuflado com um líquido, preenchendo boa parte da cavidade. Seus principais efeitos, principalmente nos primeiros meses do tratamento, é alterar o nível de saciedade, provocado pelas alterações hormonais e neurais geradas pela presença do balão no órgão.

Algo que traz muitas dúvidas ao paciente, é o tempo de permanência do balão em seus estômagos, e já respondendo à pergunta do título desse post, não, o balão não dura para sempre dentro do paciente.

Sua permanência pode variar de acordo com as necessidades de cada paciente, bem como o tipo de balão utilizado. Por exemplo, temos o balão regular, que pode permanecer por até 6 meses no estômago, e também um que leva até 1 ano para ser retirado.

Vale ressaltar que a escolha do tipo de balão, bem como o tempo de duração do tratamento dependerá do quadro clínico do indivíduo. Além disso, o Balão Intragástrico oferece menos riscos para sua colocação, pois todo seu processo é ambulatorial, através de endoscopia.

Sendo assim, não há a necessidade de cortes ou incisões, e os resultados posteriormente se mostram muito favoráveis a quem necessita emagrecer, sem nunca esquecer do acompanhamento multidisciplinar indispensável para qualquer técnica de redução de peso.

Precisa de auxílio para recuperar o controle sobre seu peso e consequentemente sua saúde? Entre em contato comigo por direct e vamos conversar!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

11/10 – Dia Nacional de Prevenção da Obesidade

Sempre trazemos por aqui assuntos sobre os riscos de conviver com a obesidade, suas consequências na vida de um paciente, e as principais formas de tratamento para controlar todos os problemas associados ao excesso de peso.

Tudo isso não é em vão. Ao mesmo tempo que queremos auxiliar quem já se encontra obeso, desejamos que quem não tem a doença se conscientize em relação a todos os perigos que o seu desenvolvimento pode apresentar.

Portanto, neste Dia Nacional da Prevenção da Obesidade, convidamos você, que se encontra em situação de sobrepeso, ou sente que está um pouco acima do peso, a repensar seus hábitos.

A obesidade pode ser prevenida adquirindo uma rotina alimentar e de realização de atividades físicas adequadas para cada indivíduo. E se você tem dificuldades em visualizar como é possível colocar em prática essas transformações, procure por médicos e especialistas que possam avaliá-lo e indicar o melhor caminho para buscar um cotidiano mais saudável.

Diminuir a ingestão de alimentos com baixo ganho nutricional, diminuir as porções durante as refeições, ou realizar uma simples caminhada diariamente já são atitudes que fazem toda a diferença.

Se você sente que está perdendo o controle sobre o seu peso entre em contato conosco via direct!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

5 fatos para entender o Balão Gástrico

O Balão Intragástrico figura como um dos procedimentos mais eficazes e seguros para pessoas que se encontrem em estado de sobrepeso, ou até mesmo obesas. É todo feito mediante um procedimento endoscópico e oferece resultados muito positivos quando o paciente se adequa ao tratamento.

Para saber mais sobre essa alternativa para a redução de peso e consequentemente o restabelecimento do controle de doenças associadas, confira esses 5 fatos sobre o Balão Gástrico que preparamos para você:

1. O que é

O balão trata-se de um dispositivo feito de silicone bem flexível, introduzido via oral até dentro do estômago do paciente. Lá, ele é insuflado com um fluido misturado a um corante que irá fazer com que o balão encha e preencha boa parte da cavidade estomacal.

Dessa forma, o volume do órgão diminui, fazendo com que o paciente sinta maior saciedade ingerindo menores quantidades de alimento.

2. Como é feito

O procedimento é todo ambulatorial, ou seja, não há necessidade de incisões, cortes ou elementos que figurem numa cirurgia invasiva. O paciente é sedado e acompanhado pelo especialista endoscopista e o anestesista para garantir maior segurança e é liberado no mesmo dia de sua realização.

Além disso, o paciente precisa seguir as indicações médicas, desde nutricionistas, até profissionais de educação física e manter um acompanhamento psicológico durante todo o tratamento.

5 fatos para entender o Balão Gástrico

3. Por quanto tempo o balão fica no estômago

Atualmente temos acesso a dois tipos de balões intragástricos, um que permanece por 6 meses dentro do estômago, e outro que permanece por até um ano no órgão.

Essa estimativa pode variar conforme o quadro do paciente, bem como sua adequação às orientações da equipe multidisciplinar, de maneira a fazer com que os resultados sejam duradouros.

4. Para quem é recomendado

O tratamento de Balão Gástrico é aprovado para pacientes que apresentem IMC (Índice de Massas Corporal) acima de 27 kg/m², o que configura estado de sobrepeso. Pacientes que sofrem de obesidade avançada, também podem colocar o balão como tratamento pré-operatório da bariátrica. Ele pode ser usado também quando o paciente precisa perder peso para ser submetido a cirurgias plásticas, cardíacas, ortopédicas, ginecológicas, etc.

Para saber se você está elencado a passar pelo tratamento, é importante calcular o seu IMC e também realizar consultas regulares ao médico para entender o seu estado de saúde.

5 fatos para entender o Balão Gástrico

5. Contraindicações

A aplicação do balão é contraindicado a pessoas que tenham passado por alguma cirurgia no estômago previamente, ou possuírem algumas condições como:

Cirurgias prévias

Quadros clínicos

  • cirrose com varizes gástricas;
  • distúrbios de coagulação ou uso crônico de anticoagulantes;
  • doenças cardíacas ou pulmonares que impeçam a sedação profunda.

Importante ressaltar que todo e qualquer tratamento ou procedimento, deve passar por uma avaliação criteriosa e cuidadosa anteriormente. Ou seja, avaliar se o paciente está apto para o procedimento, bem como indicar alternativas de tratamento para controlar doenças que possam impedir a sua realização.

Você tem tido muita dificuldade de emagrecer? Entre em contato com a nossa equipe!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Quais os riscos de realizar uma Endosutura?

A Endosutura ou Gastroplastia Endoscópica, como também é conhecida, desponta como uma ótima opção para a perda de peso através de um procedimento menos invasivo do que a cirurgia bariátrica.

Ela é recomendada a pacientes que apresentem IMC entre 30 kg/m² e 40 kg/m², mediante uma avaliação criteriosa anteriormente.

O procedimento todo consiste na colocação de pregas no estômago por um aparelho chamado overstitch, dessa maneira o órgão diminui de tamanho levando a uma maior saciedade com a ingestão de menos quantidade de alimentos.

Sua aplicação é rápida, levando cerca de 1 hora, o paciente pode voltar para casa ainda no mesmo dia se estiver se sentindo bem. É importante manter uma dieta apenas líquida nos primeiros dias, passando logo para alimentos cremosos e pastosos, até que o estômago esteja preparado para receber alimentos sólidos (em pequena quantidade).

Quais os riscos de realizar uma Endosutura?

Como todo procedimento, mesmo sendo menos invasivo, sem a necessidade de incisões como a bariátrica, ainda conta com alguns riscos e fatores que podem contra-indicar a realização da endosutura. Confira abaixo:

Riscos pós-operatórios:

  • Sangramentos após o procedimento;
  • Ocorrência de fístulas (extravasamento do conteúdo do estômago que pode levar à infecção);
  • Embolia pulmonar e a trombose (esses mais relacionados às condições do paciente, como tabagismo e obesidade, eximindo a cirurgia).

Contra-indicações:

  • Embora alguns médicos defendam seu uso como preparação para bariátrica, o ideal é optar por outros métodos que não envolvam a alteração na anatomia do estômago para evitar possíveis dificuldades;
  • Paciente com histórico de uso excessivo de bebidas alcoólicas, ou abuso de drogas;
  • Pacientes com úlceras gástricas;
  • Presença de cirrose com varizes gástricas.

Gostou de saber que existem opções seguras para retomar o controle sobre o seu peso? Então aproveite para entrar em contato com a nossa equipe!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Meu refluxo vai sumir após emagrecer?

Para quem ainda não sabe, o refluxo é uma doença que atinge a região entre o esôfago e o estômago.

O refluxo ocorre quando o ácido estomacal retorna ao esôfago. Essa falha acontece devido a uma deficiência no esfíncter, uma espécie de válvula entre os dois órgãos que impede que o conteúdo no estômago suba.

Quando esse processo não acontece, surgem os famosos sintomas de queimação, dores na região abdominal, podendo levar até a dores na garganta, rouquidão, arrotos, inchaços, entre outros fatores.

E infelizmente, é uma doença com forte relação com o sobrepeso e os maus hábitos alimentares. Uma pessoa considerada obesa, por exemplo, tem 50% mais chances de desenvolver o refluxo gastroesofágico.

A parte boa é que existe sim uma forma de solucionar e aliviar os sintomas do refluxo, através de uma reeducação por parte do paciente, realizando um tratamento específico para o refluxo impactando diretamente em sua perda de peso. Entenda mais a seguir

O peso e o refluxo

Como dito anteriormente, o refluxo gastroesofágico tem maiores chances de se desenvolver em pessoas que contam com quadro de sobrepeso, ou obesas, pois apresentam maior pressão intra-abdominal, o que acaba “empurrando” os ácidos estomacais para cima gerando a má digestão e azia.

Diante disso, quando o quadro de refluxo é recorrente, ou mediante qualquer outro desconforto causado pelo excesso de peso, a pessoa deve consultar um especialista e avaliar quais as melhores medidas para contornar os sintomas e trazer mais alívio ao seu dia a dia.

Meu refluxo vai sumir após emagrecer?

Reeducação alimentar

Um dos principais pilares para promover o alívio do refluxo é aplicando uma reeducação dos hábitos alimentares. Estabelecer uma dieta mais saudável e equilibrada, evitando alimentos ricos em gordura, açúcar, e até aqueles que são considerados mais ácidos, é, de longe, a melhor alternativa.

Optar por alimentos ricos em fibra e mais leves, fracionando-os em porções menores durante as refeições, fortalece o sistema digestivo.

Meu refluxo vai sumir após emagrecer?

Outras formas de evitar o refluxo

Além de realizar modificações em sua dieta diária, existem certos hábitos que quando presentes em excesso, também podem ajudar no agravamento da doença, como fumar e ingerir bebidas alcoólicas com muita frequência.

Quando esses fatores fazem parte do cotidiano do paciente, eles favorecem o afrouxamento do esfíncter superior e causam sintomas como rouquidão, gotejamento pós-nasal e falta de ar, irritando a boca, a laringe e a traqueia.

Se você sofre dos sintomas de refluxo de forma aguda, procure um médico especialista para realizar um diagnóstico preciso e assim dar início a um tratamento adequado para o seu caso!

Este conteúdo foi útil para você? Então deixe um UP nos comentários!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Dor de cabeça pode ser sintoma de refluxo?

Existe uma relação entre o sistema nervoso e digestivo no nosso corpo. E sim, é comum que surjam dores de cabeça quando o indivíduo passa por um episódio de refluxo após as refeições.

O refluxo gastroesofágico tem direta relação com nossos hábitos alimentares, assim como excesso de bebidas alcoólicas, fumo e claro, alimentos de baixo teor nutricional.

Sendo assim, ao exagerarmos nas refeições com alimentos mais pesados, de alto teor de gordura ou açúcar, propiciamos o surgimento dos sintomas de refluxo.

Como sintomas mais comuns podemos falar da queimação e dores no peito, que podem até ser confundidas com algum problema cardiovascular. Mas, cefaleia e enxaquecas podem também dar as caras quando abusamos de chocolates, café, chás, bebidas carbonatadas e comidas picantes, por exemplo.

Refluxo é algo comum, mas se você sofre com frequência dos sintomas descritos, o ideal é procurar uma avaliação médica para um diagnóstico assertivo. Afinal, esses sintomas podem ter relação ainda com outros tipos de patologias como a doença celíaca e intolerância a certos alimentos.

Previna-se adotando uma dieta balanceada, com alimentos nutricionalmente de qualidade, a adoção de atividades físicas também é um forte aliado no combate ao refluxo e suas consequências.

O conteúdo esclareceu suas dúvidas? Deixe um SIM nos comentários!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Planos de saúde cobrem o tratamento com Plasma de Argônio?

O procedimento por Plasma de Argônio tem uma forte eficiência em casos de pacientes que passaram pela cirurgia bariátrica e vêm apresentando reganho significativo de peso.

Muitas pessoas têm dúvidas em relação ao acesso do procedimento, entre elas, se os planos de saúde cobrem essa abordagem ambulatorial.

De forma geral, o plasma de argônio não figura entre as operações listadas pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), órgão que regula o mercado de planos de saúde privados. Diante disso, cada sessão é cobrada separadamente ao paciente.

É sempre importante lembrar que o procedimento deve ser recomendado mediante extensa análise caso a caso. Muitas vezes a recidiva pode ter outros motivos que não estejam relacionados a dilatação da anastomose.

Converse com seu médico-cirurgião e a equipe multidisciplinar que te acompanha!

Achou este conteúdo útil? Então comente UP!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Quando é recomendada a realização do Plasma de Argônio?

Quando é recomendada a realização do Plasma de Argônio?

Falamos muito do Plasma de Argônio por ser uma alternativa muito eficaz no controle do reganho de peso em pacientes obesos que realizaram cirurgia bariátrica.

É um procedimento endoscópico rápido, minimamente invasivo e que devolve rapidamente o indivíduo para sua rotina normal após a realização. O foco principal do plasma de argônio é a diminuição do diâmetro da anastomose (emenda cirúrgica entre o estômago menor e o intestino delgado).

Mas, quando ele é recomendado? Entenda melhor a seguir:Indicado apenas para pacientes que passaram pela bariátrica Bypass Gástrico;

-A qualquer paciente operado por Bypass, apresentando reganho de peso após 1 a 2 anos da cirurgia;

-Qualquer paciente operado por Bypass, que parou de perder peso após 1 a 2 anos da cirurgia;

Reganho de 10% ou mais do peso mínimo alcançado após a bariátrica;

O Plasma de Argônio ajuda a devolver o controle sobre a perda de peso e o reganho, mantendo assim, o bem-estar do paciente ao longo de seu tratamento.

Se você vem notando uma recidiva acima do normal no seu peso, entre em contato conosco para realizarmos uma avaliação, ficaremos felizes em te ajudar! 

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Idosos podem fazer o tratamento com Plasma de Argônio?

As situações de reganho de peso em pacientes que realizaram Bypass Gástrico demonstram recorrência após 18 ou 24 meses depois da cirurgia.

Entre os motivos podemos atribuir o retorno aos maus hábitos comportamentais, como alimentação desregulada, consumo excessivo de álcool e a confiança de que somente a bariátrica será o suficiente para resolver o problema de excesso de peso e todos os fatores ligados a essa condição.

O tratamento via Plasma de Argônio demonstra resultados muito positivos na recuperação da qualidade de vida do paciente que se encontra em recidiva de peso, independente da idade.

A seguir você confere os principais critérios para elencar um indivíduo a realização de tratamento por Plasma de Argônio:

-Tratamento voltado para pacientes que passaram pela cirurgia bariátrica através da técnica Bypass Gástrico;

Pacientes que tenham passado por uma dessas técnicas e tenham apresentado reganho de peso após 1 ou 2 anos da bariátrica;

Pacientes que pararam de perder peso passado 1 ou 2 anos da cirurgia;

Pessoas com reganho acima de 10% do peso mínimo alcançado pela bariátrica;

-Pacientes com dilatação do diâmetro da anastomose gastrojejunal maior que 15 mm.

Em outras palavras, como é possível notar pelos critérios citados, não há um limite de idade máximo para poder realizar um tratamento com Plasma de Argônio. A indicação para pessoas mais idosas, é a de passar por uma análise mais rigorosa para ter um melhor diagnóstico da causa de sua recidiva, e assim ser, ou não, orientado o plasma de argônio.

Junto a isso, o paciente deve manter o acompanhamento multidisciplinar, seguir as orientações e recomendações para que os resultados positivos do tratamento se mantenham e os hábitos saudáveis sejam cada vez mais incorporados em sua rotina.

Se você apresentou um reganho de peso e está preocupado, ou possui mais dúvidas sobre o assunto, entre em contato com a nossa equipe via direct, para te ajudarmos o melhor possível!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

A Endossutura Gástrica é utilizada em outros países?

Sim e em muitos outros países! A Endossutura Gástrica ou Gastroplastia Endoscópica, como também é conhecida, é utilizada em mais de 50 países, entre eles no Estados Unidos da América e ao longo da maior parte da Europa e Ásia.

Atualmente, o procedimento é aprovado pela FDA (Food Drug and Administration) e aqui no Brasil pela ANVISA. Trata-se de uma nova alternativa de redução do excesso de peso para pacientes que sofrem de obesidade, principalmente grau I e II.

Acessando endoscopicamente o estômago do paciente, é inserido um aparelho que realiza uma série de pregas pelo órgão, para diminuir o seu tamanho e consequentemente sua capacidade de armazenamento, produzindo maior sensação de saciedade.

É ideal para pacientes obesos que não querem passar por um tratamento invasivo, não querem realizar a bariátrica e principalmente, que apresentem IMC acima de 30 kg/m².

Gostou de saber mais sobre a Endossutura gástrica? Deixe um UP nos comentários!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados