Balão gástrico – primeira semana

Ontem colocamos um balão de 1 ano em uma senhora que há 2 anos tinha o desejo de passar pelo tratamento de balão gástrico. Ela conta que embora viesse sofrendo com vários efeitos da obesidade, como dificuldade de praticar esportes e brincar com seus filhos, postergou o procedimento porque tinha muito medo de sentir dores fortes e de não parar de vomitar.

Na primeira semana após o procedimento as náuseas são comuns, elas são controladas com medicamentos orais, algumas vezes sendo necessários remédios mais potentes injetáveis.

Além disso, relatos de enjoos e vômitos acontecem com frequência depois da colocação do balão gástrico. Porém, esses desconfortos são causados meramente pelo fato de que o balão é um agente estranho dentro do corpo e o organismo precisa se acostumar a sua presença.

Diante disso, uma série de ações são tomadas, sendo a principal delas a adoção de uma dieta nutricional mais rigorosa e saudável para o dia a dia do indivíduo.

“Balão gástrico – primeira semana”

A recomendação é de seguir um cardápio líquido e pastoso nos primeiros dias, voltando gradualmente para o consumo de alimentos sólidos. Entenda mais abaixo:

– Dieta líquida (3 à 7 dias): dividida entre restrita e completa, essa fase visa promover o repouso gástrico e intestinal do paciente. A alimentação se baseia em sucos e caldos, todos coados ou peneirados, e o indivíduo é orientado a tomá-los em pequenos goles.

– Dieta líquida pastosa (10 dias): na fase líquida pastosa, os alimentos não precisam mais ser peneirados, e sim amassados ou passados no liquidificador para adquirir uma consistência de purê. Lembrar de se hidratar a cada refeição para limpar o balão gástrico.

– Dieta pastosa (10 dias): a partir da dieta pastosa não há mais a necessidade de peneirar ou liquidificar os alimentos, apenas amassá-los bem, para tomar a consistência de purê. Mantém-se a hidratação para a limpeza do balão gástrico.

– Dieta branda (7 dias): durante a dieta branda não precisa mais amassar os alimentos, apenas cozinhá-los bem para ficarem macios. A alimentação deve ocorrer a cada 3 horas, e a deve consistir em uma boa distribuição de nutrientes em 6 colheres de sopa entre proteínas (2), carboidratos (1) e verduras e legumes (3). 

– Dieta livre: nesta fase final, alimentos crus ou cozidos estão liberados, mas a distribuição dos nutrientes continua a mesma da fase branda.

É preciso lembrar a importância de seus médicos e da equipe multidisciplinar, o acompanhamento destes profissionais é vital para a garantia dos bons resultados e para que você siga perdendo peso e adquirindo hábitos mais saudáveis.

Junto a alimentação, é possível que sejam prescritos medicamentos para os casos de desconfortos e enjoos.

Comente com um sim ao final deste artigo se você teve suas dúvidas sanadas em relação a primeira semana com um balão gástrico!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Doutor, tive reganho de peso após a bariátrica, e agora?

Você passou por todo o processo de preparação para a realização de uma cirurgia bariátrica, no pós-operatório seguiu todas as indicações dos especialistas que te acompanham, e após um certo período de tempo começou a sentir um reganho de peso, o que você pode fazer?

O reganho, ou recidiva como também chamamos, pode trazer toda a insegurança e medo que foram contornadas a partir do restabelecimento da qualidade de vida do paciente. E quando essa situação se apresenta, o que o paciente deve fazer para retomar o controle?

Abaixo você irá entender melhor quais as suas possibilidades, e antes de qualquer coisa, mantenha a calma, atualmente há opções acessíveis para poder corrigir o reganho pós-bariátrica. Vamos a eles?

“Doutor, tive reganho de peso após a bariátrica, e agora?”

Volta ao acompanhamento multidisciplinar

Na maioria das vezes, o reganho está ligado a um desvio comportamental do paciente, com abusos principalmente de doces, carboidratos e álcool, além do sedentarismo. E isso é considerado comum, afinal, passado certo tempo o paciente pode se sentir confiante o suficiente para não seguir à risca todas as orientações e restrições que garantem os benefícios da cirurgia bariátrica.

Dito isso, a maior recomendação que damos é: identificou um reganho de peso considerável? Contate sua equipe multidisciplinar, seu médico cirurgião, e a partir disso realize os exames necessários para descobrir a origem da recidiva.

Uma correção nutricional na dieta, a prática de atividades físicas regulares e até mesmo o acompanhamento psicológico podem dar as ferramentas ideais para contornar essa situação.

“Doutor, tive reganho de peso após a bariátrica, e agora?”

Abordagem clínica

Existe também a possibilidade de uma correção clínica, com o uso de alguns medicamentos prescritos pelo endocrinologista da equipe nos casos em que os tratamentos convencionais não surtiram os resultados esperados para resolver o reganho de peso.

Em alguns desses casos pode existir a necessidade de um novo procedimento cirúrgico, como por exemplo a conversão de uma técnica Sleeve para Bypass, há também a possibilidade de se realizar a endossutura gástrica e o plasma de argônio. O argônio é feito exclusivamente para pacientes que realizaram a bariátrica através da técnica de Bypass Gástrico.

Os cuidados pós-operatórios são para o resto da vida, e a principal orientação é que percebendo o reganho de peso, leve a questão ao seu médico e faça uma avaliação completa sobre o seu caso e assim obter as melhores soluções para combater a recidiva.

Aproveite e deixe nos comentários qual alternativa funcionou para você contornar o problema de reganho de peso!

Comente um UP se você chegou até aqui com a sua leitura!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Quais problemas a endoscopia ajuda tratar?

Sem dúvidas você já deve ter ouvido falar do exame de endoscopia, seja por ter realizado você mesmo, ou por algum conhecido e todas as histórias sobre como a pessoa fica um pouco grogue após o procedimento por conta da sedação.

Mas você tem alguma noção da quantidade de problemas que ela ajuda a diagnosticar e com isso preveni-los? Além disso, ela ajuda a emagrecer com tratamentos como balão gástrico, endossuturas (gastroplastia endoscópica) e plasma de argônio. A voltar a se alimentar como pelo implante de próteses e gastrostomias, e algumas vezes salva vidas como nos tratamentos endoscópicos para hemorragias digestivas. Entre tantas outras indicações.

Basicamente digo para meus pacientes: a endoscopia é o olho e as mãos do médico lá dentro do estômago ou do intestino.

O que é?

De maneira geral a endoscopia visa a avaliação, prevenção e tratamento de lesões presentes na mucosa do esôfago, estômago e duodeno, ou o primeiro segmento do intestino delgado.

Ela possui três tipos de indicações, sendo elas:

Diagnóstica: verifica causas de sintomas como queimação, regurgitação, dores abdominais e possíveis cânceres ou tumores no aparelho digestivo;

Terapêutica: aplicação medicamentosa via endoscopia para o tratamento de hemorragias digestivas, anastomoses, remoção de corpos estranhos, etc;

Ultrassonografia endoscópica: permite melhor visualização das paredes do esôfago, estômago e duodeno, assim como dos órgãos adjacentes (pâncreas e vesícula biliar);

“Quais problemas a endoscopia ajuda tratar?”

Que tipos de tratamentos são possíveis através da endoscopia?

O exame endoscópico dá a oportunidade ao médico de realizar tratamentos específicos no trato digestivo do paciente, a técnica por TIF para tratar do refluxo gastroesofágico, em que um dispositivo é colocado entre o esôfago e o estômago aliviando os sintomas e até liberando o paciente de medicações.

Além disso, é possível realizar tratamentos voltados para o controle da obesidade, como a colocação de balão intragástrico ou realização de endossuturas. E também oferece soluções para os casos de reganho de peso pós-bariátrica, com o método por plasma de argônio. 

Quais doenças são diagnosticadas e tratadas pelo exame?

Como dito anteriormente, o exame endoscópico é muito versátil, e é capaz de diagnosticar inúmeras doenças do aparelho digestivo. Entre as principais podemos listar:

• Tumores;

• Esofagites;

• Refluxo Gastroesofágico;

• Gastrites;

• Duodenites;

• Úlceras;

• Presença da bactéria Helicobater pylori;

Além dessas doenças, o exame auxilia na detecção precoce de cânceres do esôfago ou do estômago. A recomendação é que pacientes com mais de 50 anos realizem o procedimento com maior frequência.

Comente um UP se você chegou até aqui com a sua leitura!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Emagreci com o Balão Gástrico

“Emagreci com o Balão Gástrico”

O balão gástrico é uma alternativa extremamente viável a pessoas que sentem muita dificuldade de perder peso, e sofrem com os malefícios que o excesso traz para suas vidas.

Através de um procedimento endoscópico simples e prático, o balão é colocado dentro do estômago do paciente, insuflado com soro e um corante que não causa nenhuma reação ao organismo.

É um tratamento recomendado a pessoas que possuem IMC superior a 27kg/m² com doenças associadas como pressão alta e diabetes. Nos primeiros 6 meses é possível reduzir em até 13% do peso original, além de oferecer uma nova perspectiva na rotina do indivíduo.

Mas, você fez o procedimento e conseguiu atingir sua meta de emagrecimento, e agora? Confira a seguir como manter os resultados do balão gástrico.

Novos hábitos, nova rotina, nova vida

A principal recomendação, não somente durante o tratamento com o balão, como também para depois de sua retirada é a adoção de novos hábitos no seu dia a dia.

Dentre eles falamos de adquirir uma dieta mais balanceada, variada e rica em nutrientes. Mesmo você comendo menos, não quer dizer que deva comer qualquer tipo de comida.

Além disso, a prática de exercícios físicos é vital para que ocorra uma transformação ainda mais evidente no seu tratamento. E claro, nunca deixar de tomar todas essas ações acompanhadas de uma equipe especializada de maneira que se tenha acesso a dietas e atividades físicas de acordo com a sua necessidade.

Se você já fez um tratamento, ou faz, com o Balão Gástrico, deixe um SIM nos comentários caso já sinta as transformações em seu corpo e disposição para o dia a dia!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

O que é a Endosutura Gástrica?

“O que é a Endosutura Gástrica?”

É reconhecido que a cirurgia bariátrica é uma das principais aliadas no combate a obesidade e suas doenças associadas.

Entretanto, nem todos os pacientes que sofrem dessa doença podem ser elencados para a realização de uma bariátrica.

Diante disso, é necessário recorrer a outros procedimentos que visam uma solução alternativa ao excesso de peso do paciente. Entre essas abordagens, neste post iremos falar sobre a Endosutura Gástrica, sobre o que se trata essa intervenção e como é feita.

O que é a endosutura gástrica?

A endosutura gástrica é um procedimento endoscópico que tem diversas funcionalidades no campo da endoscopia digestiva.

Mas, atualmente sua aplicação tem se voltado fortemente para a redução do tamanho do estômago, em pacientes que desejam, ou precisam reduzir seu peso.

Entre outras utilizações desse método estão a ressecção de tumores, fixação de próteses e redução de anastomose em pacientes bariátricos.

Para quem é indicada?

A endosutura gástrica é recomendada para pacientes que possuem seu IMC entre 30 e 35, e que não podem realizar a cirurgia bariátrica.

Também se recomenda a indivíduos que mesmo elencados a bariátrica, não desejam fazê-la.

Como é feita?

Como já dito, a endosutura é uma técnica endoscópica, e seu foco é a diminuição do tamanho do estômago, sem a necessidade de remover partes do órgão.

Utilizando um aparelho endoscópico, acopla-se em sua ponta um dispositivo de sutura. Dessa maneira o médico endoscopista realiza pregas no estômago de maneira a diminuir o seu tamanho.

Ele é menos invasivo do que a bariátrica e reduz o volume estomacal em até 60%. O paciente ao longo do tratamento perde entre 18 a 22% do peso inicial. Todo o procedimento é realizado sob anestesia geral no centro cirúrgico.

Vale reforçar que mesmo sendo uma ótima alternativa para a redução de peso, o tratamento vai além do procedimento. Ainda é vital o acompanhamento multidisciplinar, assim como a adoção de hábitos mais saudáveis para a rotina do paciente.

Deixe nos comentários se você já passou por uma endosutura gástrica, ou conhece alguém que fez!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Riscos do Plasma de Argônio

O tratamento por Plasma de Argônio, é um procedimento ambulatorial que visa controlar a recidiva de peso do paciente bariátrico.

É recomendado a pacientes que tenham apresentado início de reganho após 1 ou 2 anos da cirurgia, ou que tenham deixado de perder peso nesse mesmo período.

Ele é aplicado geralmente sobre a anastomose realizada na cirurgia. No caso, é o grampeamento entre o estômago e o intestino, e sua dilatação é uma das principais causas do reganho de peso.

Com o plasma, aplicado via endoscopia, essa dilatação é diminuída, e dessa forma se evita a fácil passagem do alimento ingerido.

Porém, mesmo sendo um procedimento que ofereça riscos mínimos, algumas pessoas ainda se sentem desconfiadas, ou inseguras.

Para esclarecer melhor os riscos envolvidos no plasma de argônio, separamos alguns fatos esclarecendo melhor essa questão.

“Riscos do Plasma de Argônio”

Riscos do plasma de argônio

Como todo procedimento, o plasma de argônio possui alguns riscos, entretanto são raríssimas as situações de complicações graves, que levam o paciente a necessidade de uma internação, ou uma nova endoscopia, e até um tratamento cirúrgico. 

O efeito colateral mais comum após a aplicação é uma possível dor abdominal que dura entre 2 e 3 dias após a sessão, as complicações são raras.

O foco principal é manter os resultados do tratamento, sendo assim existem algumas restrições e indicações ao paciente. Como por exemplo:

– Após o procedimento deve haver uma dieta progressiva líquido-cremoso-pastoso-sólido. Respeitando também a quantidade a ser ingerida, evitando possíveis vômitos e traumas na região tratada.

Existe ainda uma baixíssima possibilidade de ocorrer um estreitamento além do esperado da anastomose, levando a necessidade de uma outra abordagem.

Contraindicações

Fora os pouquíssimos efeitos colaterais pós-aplicação e apresentando raros casos de complicações mais agravantes, é necessário se atentar a algumas contraindicações antes da sua realização, tais como:

– Não é indicado para pacientes que apresentem diâmetro de anastomose abaixo de 1 cm;

– Presença de úlceras na região da anastomose;

– Apresentar distúrbios graves de coagulação.

De forma geral, o plasma de argônio não apresenta contraindicações gravíssimas e poucos riscos a saúde do paciente. É extremamente seguro, e devolve o indivíduo a sua rotina rapidamente, além da qualidade de vida adquirida pela cirurgia bariátrica.

Para ajudar mais pessoas a conhecerem o tratamento por Plasma de Argônio, compartilhe nos comentários se você já teve que realizar o procedimento, e como foi sua experiência antes e depois!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Conheça o Hospital INC

Contamos com profissionais e um aparato técnico de ponta para tratar da melhor forma possível da sua saúde. Oferecendo as soluções mais modernas e confortáveis a todos os nossos pacientes.

Mas você sabia, que estamos sediados em um lugar muito especial?

É o Hospital INC, localizado no bairro Campo Comprido, em Curitiba, que você pode não só nos encontrar, como diversas outras especialidades médicas.

Vem conhecer mais sobre esse espaço incrível!

Atendimento humano e solo fértil para o conhecimento médico

Desde sua concepção, ainda nos anos 1980, até sua inauguração em 2003, o intuito do INC é sempre estar à disposição dos pacientes com as melhores técnicas e aparatos, além de uma abordagem muito mais humana e atenciosa.

Com isso, a estrutura do hospital salta aos olhos. Não são somente os médicos e estudantes que são beneficiados com a sua infraestrutura, como centros cirúrgicos e modernos aparelhos.

Essa aliança entre desenvolver o conhecimento e as técnicas médicas, contando com um corpo clínico especializado e capaz, junto a um atendimento humanizado, faz do INC uma referência em hospital na cidade, e consequentemente a nossa casa.

Partilhamos da mesma filosofia

A Endoscopia Ecoville, surgiu com o intuito de servir de maneira moderna e inovadora, nos tratamentos e procedimentos gástricos.

E o Hospital INC nos dá acesso a um ambiente repleto de oportunidades para agregarmos maior conhecimento e segurança na realização de cirurgias e tratamentos endoscópicos.

A nossa pedra fundamental é a de manter as portas abertas as mais recentes técnicas do ramo. Assim, garantimos um leque de soluções completas e eficazes a todos os nossos pacientes.

Ou seja, compartilhamos muito da filosofia do Hospital INC. Desejamos nada mais do que oferecer um tratamento humanizado, atencioso e com toda a aparelhagem e conhecimento técnico de qualidade!

Entre os procedimentos que realizamos em nosso consultório, estão:

– Plasma de argônio;

– Balão gástrico;

– Tratamento para refluxo (stretta);

– Endoscopia;

– Colonoscopia;

– Gastrotomia endoscópica.

Esperamos que a sua visita seja repleta de muito cuidado e opções para resolver seus problemas. Nos preocupamos em devolver cem por cento da qualidade de vida de nossos pacientes.

Se você já conhecia o Hospital INC, e já realizou algum procedimento conosco, compartilhe nos comentários a sua experiência para que mais pessoas saibam mais do trabalho incrível realizado aqui!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Conheça o Hospital INC”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Prós e Contras do Balão Intragástrico

O Balão Intragástrico é uma alternativa eficaz no tratamento da redução de peso, em pacientes que sofrem de obesidade, além de suas doenças relacionadas.

Através do seu procedimento, um balão é introduzido no estômago do paciente, e insuflado com um líquido, geralmente soro fisiológico, ocupando cerca de 60% da capacidade estomacal.

Dessa forma, esse dispositivo aumenta a sensação de saciedade do paciente, fazendo com que haja menor ingestão de alimentos.

Mas para além de suas vantagens, quais são suas contraindicações? Você irá entender melhor tanto um lado, quanto o outro a seguir, então é só continuar lendo!

Vantagens

A lista de vantagens da aplicação do Balão Intragástrico, no paciente obeso, tem uma relação direta na sua característica quanto técnica endoscópica. Ou seja, totalmente ambulatorial, não havendo a necessidade de uma cirurgia na sua colocação.

Entre os tantos prós do Balão Intragástrico, podemos citar:

• Como já dito, sendo de caráter ambulatorial, não precisa de internação hospitalar;

• Por não ser uma cirurgia, não há a remoção de parte de nenhum órgão;

• Completamente reversível, esse tratamento pode ser interrompido a qualquer momento, mediante desejo do paciente;

• Pode ser realizado mais de uma vez com tranquilidade, caso exista a necessidade;

• Oferece uma perda média de até 20% do peso original do paciente;

• Tratamento de baixíssimo risco de complicações ou morte, extremamente seguro, e realizado sempre respeitando as condições clínicas e individuais de cada paciente.

Contra(indicações)

Os contras, ou desvantagens do procedimento, na verdade giram em torno de contraindicações, antes da sua realização. É necessário atender a alguns fatores, para que se garanta o melhor resultado após a colocação do balão, de maneira a evitar desconfortos ao paciente.

As principais contraindicações têm muito mais a ver com doenças prévias do paciente, e outras condições que podem se tornar impeditivos na colocação do Balão Intragástrico. Entre elas:

• Estômago com histórico de operação no passado, afinal é necessário que o órgão esteja integro para o procedimento;

• Presença de tumor no estômago;

• Úlcera ativa na parede gástrica, que pode ser tratada antes da colocação do balão;

• Hérnia diafragmática hiatal maior que 5 cm, a qual transforma a anatomia do estômago em um formato e ampulheta, impossibilitando o posicionamento do Balão Intragástrico;

O Balão Intragástrico, além de servir como tratamento ao excesso de peso, ele pode também ser usado como um tratamento complementar para pacientes que possuem obesidade mórbida, e que ainda não podem passar por uma bariátrica.

É simples, eficiente e entrega resultados muito positivos em pouco tempo. E sempre lembrando que sua recomendação, aplicação será mediante a exames e análise caso a caso.

Ajude mais pessoas a conhecer sobre os benefícios do Balão Intragástrico, compartilhe essa publicação com amigos, conhecidos e familiares. E se você já realizou esse procedimento, aproveite para deixar a sua experiência aqui nos comentários!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Prós e Contras do Balão Intragástrico”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

5 Vantagens do Plasma de Argônio

O tratamento ambulatorial com plasma de argônio, é uma alternativa minimamente invasiva, e que oferece uma série de vantagens ao paciente bariátrico.

Muito recomendado àqueles que realizaram bariátrica através da técnica Bypass, e com algum tempo depois demonstraram um reganho de peso além dos índices considerados normais, além da recidiva de doenças associadas à obesidade.

Totalmente segura, o plasma de argônio é um método realizado via endoscopia, e que cauteriza diretamente a anastomose.

De maneira a visualizar melhor os benefícios que a técnica oferece, separamos 5 principais vantagens na aplicação do plasma de argônio, no combate ao reganho de peso e os malefícios da obesidade.

1. Procedimento completamente seguro

Completamente seguro, o tratamento por plasma de argônio conta com baixíssimos índices de complicação na sua aplicação, sendo eficaz em mais de 70% das vezes quando o objetivo é o fechamento da anastomose.

Isso se dá pela forma como ela é realizada, e que será melhor explicado nos itens a seguir.

2. Sem necessidade de internação

Por se tratar de um procedimento rápido, o plasma de argônio, após a sua aplicação, não exige uma internação prolongada.

Portanto, no mesmo dia em que o paciente passa pelo tratamento, ele já pode ser liberado.

3. Totalmente indolor

Ao contrário de uma cirurgia, que pode gerar desconfortos e dores no pós-operatório, a técnica por plasma de argônio é totalmente assintomática.

Sendo assim, a sua aplicação não resulta em nenhum tipo de dor após o procedimento, garantindo máxima comodidade ao paciente no retorno à sua rotina.

4. Sem uso de anestesia geral

A utilização e uma anestesia geral, causa uma certa insegurança nas pessoas como um todo.

Porém, no caso do plasma de argônio, se trata de um método minimamente invasivo, realizado por endoscopia, necessitando somente de uma sedação, e não uma anestesia mais complexa.

5. Rápido e prático para reinserir o paciente na sua rotina diária

Outro benefício na utilização do plasma de argônio no tratamento contra a recidiva de peso é que as sessões são muito rápidas.

Cada uma dura entre 10 a 15 minutos, garantindo toda a eficiência do controle do reganho já citada anteriormente.

Dessa maneira, precavemos tanto a saúde do paciente, quanto o ajudamos a não dispor de tanto tempo do seu dia no procedimento!

E lembremos: o plasma de argônio é uma alternativa fundamental para que estabilizemos o reganho de peso. O mais importante ainda, é manter o contato multidisciplinar, sempre dialogando com os profissionais que estão presentes na sua jornada quanto paciente bariátrico.

Aproveite para deixar nos COMENTÁRIOS se você já teve alguma experiência com o plasma de argônio, e como ele lhe ajudou a evitar a recidiva de peso!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“5 Vantagens do Plasma de Argônio”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados

Retossigmoidoscopia: O que é, e como é feito?

A retossigmoidoscopia é um procedimento muito semelhante à colonoscopia, a sua principal diferença é na região para qual o exame é direcionado.

Sua visualização se trata da área do cólon sigmoide e do reto somente, correspondendo a porção final do intestino grosso.

É essa especificidade que possibilita o melhor diagnóstico de alterações ou doenças presentes nos últimos 30 cm do intestino.

Mas para que, objetivamente ela serve, e como ela é realizada? Essas questões serão respondidas nesse post mais a seguir.

Qual é o seu objetivo?

A retossigmoidoscopia é capaz de avaliar a mucosa da parte final do intestino, como já foi citado.

Sendo assim, ela consegue ajudar a identificar possíveis lesões ou alterações na região, podendo ser indicada em situações como:

– Analise da existência de massa ou tumor retal;

– Rastrear câncer colorretal;

– Observar a presença de divertículos;

– Identificar a causa de uma colite fulminante;

– Detectar origem de sangramentos;

– Observar alterações que se correlacionem com mudanças do hábito intestinal.

Como é seu procedimento?

Sua realização, apesar de apresentar um certo desconforto, pode ser feita sob sedação ou sem sedação.

O paciente deve estar deitado em uma posição específica sobre uma maca, virada para o seu lado esquerdo e com as pernas fletidas.

Então, o médico introduz um aparelho chamado retossigmoidoscópio pelo ânus, como uma câmera na ponta de um tubo fino.

Esse aparelho pode ter dois tipos, sendo eles o rígido, ou flexível. Ambos são eficazes na realização do exame, podendo ser escolhidas de acordo com a experiência do médico, ou disponibilidade do hospital.

O exame pode durar entre 10 a 15 minutos, dispensando a necessidade de internação, com o paciente liberado no mesmo dia de sua realização.

Você já sabia dos benefícios desse exame? Então deixe um SIM nos comentários!

Alguma Dúvida? Entre em contato com a Clínica Endoscopia Ecoville e saiba mais!

Colonoscopia e Retossigmoidoscopia: Qual a diferença?

“Retossigmoidoscopia: O que é, e como é feito?”

Agende sua consulta na Endoscopia Ecoville em Curitiba

Endoscopia Ecoville – Cirurgia Bariátrica
www.endoscopiaecoville.com.br
(41) 3156-0141 | 30289598
(41) 9 9107-6249 | WhatsApp
Hospital INC – R. Jeremias Maciel Perretto 300, Ala C, Campo Comprido, Curitiba PR

Responsável técnico: Dr. Daniellson Dimbarre (CRM 14077)
Endoscopia (RQE 16791)
Cirurgia do Aparelho Digestivo (RQE 8021)
Cirurgia Geral (RQE 662)

Assuntos Relacionados